Pediatria

A Pediatria é a especialidade médica que acompanha o crescimento e o desenvolvimento da criança e adolescente, promove a assistência nos seus diversos aspectos, sejam eles preventivos ou curativos, vigia o seu estado de saúde e diagnostica e trata as suas doenças.

É, também, uma especialidade multidisciplinar para a qual contribuem todas as outras de modo a permitir um acompanhamento global do estado de saúde das crianças e adolescentes.

Na Clínicas Sabeanas encontrará um corpo clínico muito experiente que garante um acompanhamento e cuidados de excelência para o seu filho(a).

Corpo Clínico
FAQ
(Pediatria)

Não!!!! A maioria dos pais cresceu no meio de mitos sobre a febre que os levam a agir em pânico quando os filhos iniciam febre. É preciso ter sempre em mente que a febre é um mecanismo natural de defesa do nosso organismo que na maioria dos casos está a reagir à invasão do organismo por vírus que são infecções autolimitadas.
A febre apenas poderá ser prejudicial a partir dos 41,7ºc. A única razão para qual nós baixamos a febre é para conforto da criança e diminuição do gasto de energia. A temperatura varia conforme várias condições e altura do dia mas como regra geral não vale a pena estar a dar medicação para a febre (ex: paracetamol ou ibuprofeno) antes dos 38ºc.
Numa criança pequena (<12meses), com febre que não cede ou que persiste há vários dias deve contactar o Pediatra assistente para saber se é necessária observação.

Com tanta desinformação nas noticias actualmente é normal que alguns pais se questionem sobre se as vacinas são boas para a saúde dos seus filhos.
Actualmente são poucos os fármacos tão bem estudados como as vacinas, quer ao nível da segurança quer da sua eficácia. A verdade é que sem este “arsenal” de combate as nossas crianças estariam totalmente expostas às treze doenças para as quais o Programa Nacional de Vacinação da Direcção Geral de Saúde protege.
Quando as crianças não são vacinadas, estas doenças podem reaparecer. Exemplo disto são os crescentes casos de Tosse Convulsa no nosso País e o caso de 2015 de um menino espanhol que faleceu de difteria (uma doença que não aparecia desde 1986!). Se quer proteger os seus filhos as vacinas são uma boa forma de começar a faze-lo.

Uma alimentação saudável é essencial para promover um crescimento e desenvolvimento adequado das crianças.
Em primeiro lugar é preciso dividir as responsabilidades. Cabe aos pais definir quando são as refeições, onde acontecem e em que é que consistem, e às crianças cabe decidir quanto comem. Isto pode parecer um conceito estranho mas é essencial para garantir um ambiente livre de stress que permita à criança ganhar autonomia.
Aqui sugerimos alguns conselhos
• Estabeleça um bom exemplo! A sua criança vê-a como a maior referencia da sua vida. Se não comer de forma saudável como esperar o mesmo do seu filho?
• Envolva a criança na preparação dos alimentos (adaptado à idade).
• Façam refeições em família. É um momento de partilha social que fortalece as relações familiares.
• Promova o consumo de carnes magras, peixe, cereais integrais feitos de forma saudável (cozido, assado ou grelhado).
• Água e o leite devem ser as suas bebidas de referencia. Esqueça os refrigerantes e sumos!
• Nunca ofereça doces como recompensa! É um mau hábito nutricional e ao contrário do que pensa pode até reforçar o comportamento que quer eliminar.
• Introduza a fruta como snack ao longo do dia.